Minhas impressões sobre o 3º Seminário de Gerenciamento de Projetos Automotivos.

Minhas impressões sobre o 3º Seminário de Gerenciamento de Projetos Automotivos.

Imagem Principal Post 9-960x540

Olá pessoal! O setor automotivo vem sofrendo constantes e profundas mudanças nos últimos anos. Saiba como a internet das coisas (IoT) e conceitos mais recentes como Internet of Mobility (IoM) estão levando as antigas fabricantes, que ao longo do tempo se transformaram em montadoras, a mudarem novamente seu modelo de negócio, tornando-se cada vez mais prestadoras de serviço de mobilidade. Nesse post vou falar um pouco sobre o 3º Seminário de Gerenciamento de Projetos Automotivos que foi realizado pelo Capítulo de São Paulo do PMI no dia 28 de junho de 2016, com o patrocínio da Harman do Brasil e o apoio do Instituto Mauá de Tecnologia, que sediou o evento em sua unidade de São Caetano do Sul.

O evento contou com a participação de nomes expressivos do gerenciamento de projetos do setor automotivo. Após a abertura oficial do evento com a presença de Mônica Mancini, diretora do programa Seminário Internacional de Gerenciamento de Projetos do PMI-SP, e Dr. José Carlos de Souza Júnior, Reitor do Instituto Mauá de Tecnologia, houve um painel com o tema: “Inovação e modelos de negócio disruptivos, a nova revolução na indústria automotiva”. A mesa foi composta por Flávio Sakai, diretor de vendas e Marketing da Harman do Brasil, Roberto Komino, Business Development da PSA Groupe, Ricardo Santucci, Business Relationship da Audi do Brasil e Luciano Alakija, Account Director da Cisco Jasper. O debate trouxe à tona as recentes mudanças fomentadas pelas mídias sociais e a internet das coisas (IoT), como mudanças nos perfis pessoais e profissionais, as alterações nos modelos de contratação, e a constante evolução nos ambientes organizacionais. Após várias rodadas de discussão a constatação foi de que a palavra de ordem para as organizações e pessoas que querem se manter na dianteira é “resiliência”.

Em seguida, o primeiro palestrante foi Milton Lubraico, Diretor de Programas da América do Sul da Ford Motors Company, com a palestra “A indústria automotiva está abraçando inovações que transformarão os meios de transporte e mobilidade”. Milton falou com propriedade sobre IoM (Internet of Mobility), que vem gerando novos modelos de negócio envolvendo a mobilidade em um conceito mais amplo, trazendo características multimodais também para o transporte pessoal, tanto individual quanto coletivo, no chamado porta a porta (Door to Door em inglês). A ideia é englobar veículos próprios e compartilhados, trens, ônibus, bicicletas tradicionais ou elétricas, motocicletas e veículos de pequeno porte (micro mobilidade), abrangendo desde a longa distância até o último trecho ou last mile. Segundo o palestrante, esses novos modelos de negócios só são possíveis graças às tecnologias disponíveis atualmente, ao avanço da internet das coisas IoT e ao novo mind set que está sendo formado na população cada vez mais conectada, exposta a experiências de compartilhamento, personalização e integração.

Após uma breve apresentação sobre transformação digital e as vantagens da tecnologia nas mãos do cliente, proferida por Rodrigo Mendonça, Especialista da Oracle, aconteceu o primeiro coffee break. Como sempre o PMI de São Paulo valoriza o networking, e mais uma vez houve uma dinâmica estimulando os participantes a interagirem entre si, tocando cartões e preenchendo uma ficha com base em um código de cores dos crachás. Essas fichas foram utilizadas ao final do evento para o sorteio de brindes como inscrições para o 15º SIGP e o livro PM Mind Map® – A gestão descomplicada de projetos, de minha autoria.

Dando sequência, foi a vez de David Orico, Diretor de Programas e Engenharia da Benteler Automotive, com a palestra “Como as inovações e modelos de negócio disruptivos irão transformar a indústria automotiva”. Nessa palestra fiz um comentário que acho pertinente reproduzir aqui. Disse que se por ventura tivesse entrado naquele momento no evento eu desconfiaria estar em local errado, pois quase todas as palestras levavam à tecnologia, parecendo mais um evento de TI. Após algumas risadas todos concordamos que é isso mesmo. A tecnologia está definitivamente mudando todos os mercados, levando a uma onda de convergência inimaginável há alguns anos.

Em seguida, para quebrar um pouco o assunto automóvel/tecnologia, foi a vez do Coach Executivo e Empresarial Carlos Hoyos falar sobre o ser humano, apresentando a palestra “Superando a dor da disrupção com 7 princípios da mente positiva”. Segundo ele esses princípios são: Propósito; Foco; Crenças e Valores; Flexibilidade; Otimismo/Esperança; Aprendizado Contínuo e Engajamento. Como uma espécie de bônus (nota do autor) acrescentou mais um princípio, a Aceitação. Demonstrou em sua apresentação como esses princípios, quando presentes e desenvolvidos em cada um de nós, podem colaborar para qualquer tipo de transição, nos tornando mais flexíveis e resilientes.

Retomando o assunto tecnologia e automóveis, André Massao Nishimura, Gerente de Operações da OnStar Brasil GM trouxe a palestra “Desafios e oportunidades da telemática na área automotiva”. André apresentou o conceito OnStar no Brasil, sendo uma plataforma de serviços automotivos como atendimento em emergências, segurança (rastreamento por exemplo), concierge (restaurantes, serviços, programação cultural etc.) e navegação. Apresentou ainda a integração do serviço com aplicativos e smartphones e deixou no ar o lançamento de mais serviços em breve. Ao final da palestra, André contou com a presença de Ricardo Bacellar, Diretor de Relacionamentos da KPMG, interagindo com o palestrante através de perguntas pertinentes e estimulando a participação da plateia, levando a um aprofundamento do assunto.

Após mais um intervalo, desta vez um pouco mais prolongado para propiciar o networking, houve a palestra “A 4ª onda da inovação”, com Eduardo Moreira da Costa, Fundador e Presidente da PI-Academy. Eduardo definiu o momento atual do setor automobilístico como a tempestade perfeita, considerando a transição para um novo patamar tecnológico e de negócio. Segundo ele, até 1915 a inovação acontecia graças exclusivamente a inventores solitários como Thomas Edson e Santos Dumont, caracterizando a primeira onda. Na segunda onda, de 1915 até meados de 1950, foi a vez dos laboratórios corporativos como 3M, AT&T e Bell Labs promoverem a inovação. A terceira onda foi do final desse período até a virada do século, com a entrada nesse contexto das startups, suportadas por Venture Capital tais como a Apple e Microsoft. Mais recentemente as inovações passaram a ser conduzidas por parcerias entre as corporações e startups, caracterizando nesse estágio a quarta onda de inovação. Essa fase vem tentando resolver um dos maiores problemas das grandes corporações, o chamado Paradoxo da Inovação. Segundo o palestrante as grandes corporações possuem dificuldade para inovar pois são muito burocráticas. Já as pequenas ou startups, por terem pouco acesso ao capital. Assim, essas parcerias juntam as duas pontas, provendo capital às startups e inovação sem burocracia às grandes corporações. Eduardo Moreira falou ainda do lançamento do MBI (Master in Business Inovation), novo curso em parceria com o Instituto Mauá que tem como objetivo a formação de gestores e diretores de novos negócios e produtos inovadores, destinado a profissionais com perfil inovador, empreendedor e de gestão.

Para encerrar, Josué Cena, Gerente da PSA Groupe, ministrou a palestra “O Gerente de Projetos como alavanca de mudanças do status quo”. Josué falou sobre o enorme aumento na demanda por projetos no setor automotivo nos últimos anos e da necessidade de profissionais que questionem procedimentos, despesas, prazos etc., alinhando expectativas e promovendo as mudanças necessárias para a obtenção de melhores resultados.

Ao final, todos os voluntários envolvidos na organização do evento foram chamados ao palco para receberem os merecidos aplausos e agradecimentos dos presentes. Parabéns à Harman do Brasil por ter patrocinado esse evento de sucesso, ao Instituto Mauá pelo apoio, e ao PMI de São Paulo, seus officers e voluntários, pela excelente organização. Como já disse em outras oportunidades, sou muito grato por ter colaborado com o evento e por participar desse time.

Fiquem atentos com a agenda de eventos pelo site http://www.pmisp.org.br e não deixem de prestigiar o Seminário Internacional de Gerenciamento de Projetos do PMI® de São Paulo que esse ano acontecerá nos dias 29, 30 e 31 de agosto. Clique no link abaixo para obter informações e realizar sua inscrição.

http://sigp.org.br/seminario-2016/

Gostou dessa publicação? Então vamos lá, compartilhe, comente…. Se preferir faça os dois ao mesmo tempo. Basta clicar em “Publicar também no Facebook” logo abaixo de seu comentário para divulgar esse conteúdo e sua opinião com nossos amigos.

Caso ainda não faça parte de minha lista, não se esqueça de deixar seu nome e e-mail nos espaços logo abaixo para que eu possa lhe avisar das minhas novas publicações.

Bons Projetos!

Paulo Mei

4 de julho de 2016 / Negócios, Portfólios, Projetos

Comentários no Facebook

Carrinho

  • Nenhum produto no carrinho.