O que esperar do Guia PMBOK® 6ª Edição.

O que esperar do Guia PMBOK® 6ª Edição.

Imagem Principal Post 10-960x540

Olá pessoal! Como todos já devem ter percebido, o gerenciamento de projetos vem sofrendo constante evolução. Esse movimento tem se intensificado nos últimos anos graças à velocidade das mudanças em todos os mercados, demandando também cada vez mais gerentes de projetos qualificados e preparados. Em 2013 o PMI® Global fez um estudo e detectou que até 2020 vão ser necessários 13 milhões de novos profissionais em gerenciamento de projetos. Só no Brasil serão necessários 1,3 milhão a mais, sendo o quinto país nessa demanda.

Sempre atento às mudanças, o PMI® vem constantemente evoluindo sua principal referência que é o Guia PMBOK®. As atualizações ocorrem aproximadamente de 4 em 4 anos, mas nem sempre foi assim.

Capas PMBOK

Histórico das alterações no Guia PMBOK®

  • 1987 (Revisão da Publicação de 1983 no Project Management Journal)
  • 1996 (Revisão da Publicação de 1987)
  • 2ª Edição 2000 (demorou 13 anos)
  • 3ª Edição 2004 (Início da agenda quadrienal)
  • 4ª Edição 2008
  • 5ª Edição 2013

Baixe agora mesmo o Infográfico que criei especialmente pra você com o histórico das principais alterações do Guia PMBOK® desde sua primeira edição.

CTA Infográfico

A 6ª Edição terá uma versão draft em inglês disponibilizada em PDF no início de 2017, e versão final ainda em inglês no 3º Trimestre de 2017. Segundo a página oficial do Exposure Draft, o PMI® planeja lançar o Guia em 10 idiomas junto com a versão em inglês, mas como historicamente sempre há atrasos, pessoalmente considero que a versão em Português deve estar disponível no início de 2018, junto com as mudanças nas provas de certificação. Para essa edição o PMI® disponibilizou uma exposição pública e convida os membros e associados a participarem da revisão. Se é o seu caso e deseja colaborar com seus comentários então corra, pois, o prazo encerra em 26 de julho de 2016.

Clique aqui para ir à página do Exposure Draft com as informações iniciais e o acesso para a leitura e sugestões. Relembrando que você irá precisar do login e senha de associado para o acesso.

O PMI® considera que o Guia PMBOK® contem tanto o Guia quanto o Padrão. Enquanto padrão descreve os processos considerados boas práticas de gerenciamento de projetos, com suas respectivas entradas e saídas. Enquanto guia amplia os padrões com informações adicionais e conceitos chave, novas tendências e considerações para customizações, assim como as ferramentas e técnicas utilizadas no gerenciamento de projetos.

A exposição pública para sugestões ao Padrão aconteceu em março e abril. Agora o PMI® aguarda as sugestões referentes ao Guia.

Mas no que as mudanças na 6ª Edição do Guia PMBOK® podem afetar a certificação CAPM®/PMP® e o dia a dia da gestão de projetos?

Quanto às certificações, posso dizer por experiência própria que as mudanças são mais psicológicas do que práticas, pois quando me certifiquei eu corri para não ser impactado pela mudança da versão 2000 para a 3ª Edição e no final eu percebi que as mudanças nem eram tão significativas. Claro que se você for para a prova em 2018 sem atualizar os estudos, pode errar algumas questões quanto a troca de nomes de processos e confusão em alguns conceitos importantes. Mas em primeiro lugar cada nova edição sempre vem acompanhada de tabelas nos anexos ou publicações das mais variadas fontes com todas as alterações, tornando fácil o processo de atualização desses conceitos. E em segundo lugar, para aqueles que estão estudando agora e pretendem se certificar em breve, há tempo de sobra para fazerem a prova ainda baseada na 5ª Edição. Só não deixem para o final quando o desespero toma conta e a demanda por agendamento aumenta.

Já para o dia a dia do gerenciamento de projetos, para aqueles que já são certificados ou mesmo para aqueles não certificados que já atuam no mercado seguindo metodologias baseadas no PMI®, o que tenho a dizer é que a maioria das mudanças que estão sendo inseridas na nova versão do Guia PMBOK® na verdade já estão acontecendo na prática.

Por exemplo, desde sempre o PMI® reconhece o impacto das estruturas organizacionais no gerenciamento de projetos, influenciando a utilização das melhores práticas e os resultados obtidos com sua aplicação. O Guia PMBOK® previa até a 5ª Edição as estruturas funcionais, matriciais (fraca, balanceada ou forte), e projetizadas. Algumas mudanças vêm ocorrendo nesse contexto nos últimos anos o que levou o PMI® a incluir na 6ª Edição novas estruturas organizacionais como a Estrutura Orgânica, Multidivisional, Virtual e Híbrida. Mas muitos projetos já estão sofrendo o impacto dessas novas estruturas.

Outro conceito que já vem fazendo parte do nosso dia a dia e que também será incorporado na 6ª Edição do Guia PMBOK® diz respeito à utilização de métodos ágeis. Em função dos resultados apontados pelas últimas pesquisas “Pulse of the Profession®” que apontam nitidamente essa tendência, o PMI® incluiu nessa Edição informações sobre práticas ágeis e técnicas iterativas em cada uma das áreas de conhecimento. Ou seja, cada área de gerenciamento de projetos da nova edição do Guia PMBOK® irá incluir aspectos de gerenciamento ágil. Contudo, na minha opinião, essa inclusão não quebra totalmente o conceito waterfall, mas sim inclui entregas parciais e incrementais na execução, conceito que já existia no planejamento, quando se falava em ondas sucessivas.

Pela leitura que fiz nessa etapa de exposição, posso citar algumas alterações fundamentais e que comprometem tanto o dia a dia da gestão de projetos quanto aos interessados na prova de certificação. Vamos a elas:

Mudanças gerais:

  • Todos os capítulos foram reescritos, mantendo as informações importantes e evidenciando o valor da profissão de gerente de projetos.
  • O 3º capítulo passa a abordar também o papel e as competências do gerente de projetos, incluindo o triângulo dos talentos que engloba as habilidades técnicas, habilidades estratégicas e de negócio e habilidades de liderança.
  • O Guia incorpora definitivamente uma abordagem de documentos relacionados ao negócio do projeto como o Business Case, Business Plan e Plano de Gerenciamento de Benefícios, dando maior ênfase aos aspectos de negócio em documentos como o Termo de a Abertura do Projeto (TAP) e plano de gerenciamento do projeto. As medidas de sucesso também foram repensadas com o viés de negócio do projeto.

A estrutura da 6ª Edição do Guia PMBOK® permanece a mesma, com os três capítulos introdutórios e as dez áreas de conhecimento. Uma das novidades é que para cada área de conhecimento haverá uma seção introdutória trazendo conceitos chave, tendências e práticas emergentes, considerações para adaptações e abordagens para ambientes ágeis, iterativos e adaptativos. Além disso, duas áreas de conhecimento tiveram seus nomes alterados. Gerenciamento de Tempo (Capítulo 6 do Guia PMBOK®) passa a ser chamado de Gerenciamento do Cronograma, apenas por uma questão de padronização e universalização. Já o Gerenciamento dos Recursos Humanos (Capítulo 9 do Guia PMBOK®) passa a ser chamado simplesmente de Gerenciamento dos Recursos, trazendo aqui além da alteração de nome uma mudança também de conceito, pois essa área passa a se ocupar não apenas dos recursos humanos, abrangendo também outros recursos importantes ao projeto como os materiais e equipamentos.

Ainda no contexto de estrutura, a 6ª Edição do Guia PMBOK® passa a ter 49 processos frente aos 47 da edição atual. Um processo de planejamento mudou de área. Estimar Recursos das Atividades sai do Gerenciamento do Cronograma e vai para Gerenciamento de Recursos.

O processo Encerrar as Aquisições deixou de existir, mas boa parte de suas atividades continuam acontecendo dentro dos processos Controlar as Aquisições e Encerrar o Projeto ou Fase. Essa mudança ocorreu devido à constatação de que poucos gerentes de projetos possuem autoridade para formalizar legalmente o encerramento de contratos, permanecendo a responsabilidade de determinar que o trabalho foi realizado, que os registros foram arquivados, e que as responsabilidades foram transferidas de forma adequada.

Foram incluídos três novos processos conforme a tabela abaixo:

Tabela 1

Alguns processos mudaram de nome. As principais alterações estão na tabela abaixo:

Tabela 2

Além dessas alterações, os processos foram categorizados como de uso único ou em pontos pré-definidos do projeto, processos periódicos utilizados conforme necessários e processos de uso contínuo, utilizados durante todo o ciclo de vida do projeto. Com isso o PMI® espera corrigir o mal-entendido de que os processos são lineares, executados apenas uma vez, ou que possuem uma sequencia específica de execução durante o projeto.

Notem que as traduções sobre as mudanças originais em inglês foram feitas por mim, com base no que o PMI® vem adotando nos últimos anos. Os termos ainda podem ser alterados mais adiante, quando sair a versão oficial em português.

O PMI® reconhece que a profissão de gerenciamento de Projetos amadureceu na forma como o conhecimento e a informação é compartilhada. Dando ênfase a gestão do conhecimento a 6ª edição do Guia PMBOK® traz o novo processo Gerenciar o Conhecimento do Projeto. Uma das saídas desse processo é um documento do projeto denominado Registro as Lições Aprendidas e que será utilizado como entrada e atualizado como saída em vários processos, em particular naqueles dos grupos de execução e de monitoramento e controle. Ao final do projeto ou fase as informações devem ser transferidas para o Repositórios de Lições Aprendidas nos ativos de processos organizacionais.

Bom, espero que essas informações sejam úteis e que você, meu colega de profissão, esteja sempre atento, pois como mencionei no inicio desse artigo, muitas mudanças que estão sendo inseridas agora no Guia PMBOK® na verdade já fazem parte de nosso dia a dia. Mas não se esqueça de manter tudo sempre o mais simples possível. Organize sua metodologia, documentos e governança conforme as necessidades de sua organização e dos envolvidos, tendo como objetivo apenas os resultados de negócio.

Gostou dessa publicação? Então vamos lá, compartilhe, comente…. Se preferir faça os dois ao mesmo tempo. Basta clicar em “Also post on Facebook” logo abaixo de seu comentário para divulgar esse conteúdo e sua opinião com nossos amigos.

Caso ainda não faça parte de minha lista, não se esqueça de deixar seu nome e e-mail nos espaços logo abaixo para que eu possa lhe avisar das minhas novas publicações.

Bons Projetos!

Paulo Mei

11 de julho de 2016 / Projetos

Comentários no Facebook

Carrinho

  • Nenhum produto no carrinho.